• Minhas compras
  • Entrar

Riqueza e miséria do trabalho no Brasil III

Ricardo Antunes

R$ 85,00 Livro indisponível

Riqueza e miséria do trabalho no Brasil III
  • autor: Ricardo Antunes
edição:
1
selo:
Boitempo
idioma:
Portuguese
páginas:
464
formato:
23cm x 16cm x 3cm
peso:
606 gr
ano de publicação:
2014
ISBN:
9788575594100

O terceiro volume de Riqueza e miséria do trabalho no Brasil, projeto do sociólogo e professor da Unicamp Ricardo Antunes, explora o laboratório capitalista em países nórdicos e no Brasil, aprofundando o objetivo da série de traçar um panorama do momento atual e do futuro do trabalho e do sindicalismo no Brasil. Dando continuidade ao projeto iniciado com a publicação dos volumes I e II desta série, também pela Boitempo, os autores investigam em profundidade os caminhos do mundo do trabalho contemporâneo, suas metamorfoses e transformações, com o olhar voltado especialmente para o caso brasileiro, mas também para o espaço produtivo e as formas diferenciadas de produção nos países capitalistas centrais.A coletânea reúne textos de diversos pesquisadores nacionais e internacionais, com foco conceitual e empírico, que se debruçam sobre temas como: a epidemia de terceirização no cenário global; a modernização e precarização da vida no trabalho; a nova configuração da imigração no Brasil; as cidades do intelecto coletivo; tendências do setor de telecomunicações; o trabalho de rua; trabalhadores da arte; e a encruzilhada que os sindicatos enfrentam.Organizado em três partes, o volume explora as heranças oriundas do padrão tayloriano?fordista de produção e as emergências decorrentes dos novos experimentos produtivos que resultam da acumulação flexível e presentes de modo expressivo no universo brasileiro. Para tanto, um vasto universo experimental foi perseguido. Na primeira parte, a situação atual do trabalho e o sistema do capital são explorados ao longo de dez textos que contextualizam a conjuntura econômica e social. Na segunda, a discussão central se dá no debate sobre as novas formas de trabalho no Brasil e no mundo, bem como a reestruturação produtiva no país. Por fim, a terceira parte da obra se dedica à questão sindical e o futuro dos trabalhadores.