• Minhas compras
  • Entrar
  • Arlene Clemesha
    Arlene Clemesha autor

    Arlene Clemesha é uma historiadora brasileira e articulista, nascida em Guaratinguetá (SP), em 1972. Professora de História Árabe do curso de Árabe da Universidade de São Paulo (DLO-FFLCH/USP) e atual diretora do Centro de Estudos Árabes da USP. Confira, abaixo, sua aula sobre A questão judaica, de Karl Marx no 'III Curso Livre Marx-Engels':

triangulo
  • R$ 38,00

    Último livro de Edward W. Said, intelectual palestino e um dos maiores militantes pela paz na região, Freud e os não-europeus parte de uma suposição feita no texto 'Moisés e o Monoteísmo', do pai da psicanálise, Sigmund Freud - ele próprio de origem judia e ateu -, de que Moisés não era judeu, mas sim egípcio.A partir de Freud, Said discute a construção da identidade judaica, suas relações com a concepção de que grupos são ou não são 'europeus', e a dinâmica da identidade étnica e religiosa em momentos diferentes da história. Na Viena onde viveu Freud, de forte sentimento antissemita, durante a Segunda Guerra Mundial, particularmente no Holocausto e atualmente, dentro do conflito palestino-israelense.Utilizando uma impressionante gama de materiais da liter ...

    Ano de publicação 2004.

  • R$ 36,00

    Em um de seus mais notáveis livros, Sobre a questão judaica, Karl Marx realiza reflexões sobre as condições dos judeus alemães em meados do século XIX e estabelece propostas para a solução de suas questões concretas. Mais do que a análise de uma conjuntura específica, esta obra traduz a passagem definitiva de Marx para o materialismo histórico e o comunismo, se tornando assim uma leitura fundamental para a apropriação de seu legado.Neste ensaio, Marx critica a teorização sobre a tentativa de emancipação política por parte dos judeus na Prússia realizada em dois estudos de autoria de outro jovem hegeliano, Bruno Bauer - cuja produ&ccedi ...

    Ano de publicação 2010.

  • Marxismo e judaísmo história de uma relação difícil
    R$ 39,00

    Este livro não trata da história do marxismo nem da história do judaísmo. Ele fala das delicadas relações entre ambos, desde o surgimento do marxismo até o período entreguerras no século XX, época em que o regime nazista preparava o holocausto.Escrito numa linguagem acessível e desmistificadora, um dos méritos de Marxismo e judaísmo: história de uma relação difícil é mostrar que o antissemitismo não é uma ideologia exclusivamente de direita.A autora aponta também o sentimento antijudeu na esquerda, em socialistas como Fourier e Proudhon, e até no anarquista russo Mikhail Bakunin. E faz uma exposição abrangente sobre o significado do judaísmo na época atual.O livro de Arlene Clemesha é mais do que uma tentativa de compreender um passado que nos incomoda: ...

    Ano de publicação 1998.